Por Daniel Monteiro em 31 de março de 2016

Como sistemas automatizados ajudam a informar os pacientes sobre a preparação de um exame

Até o resultado do exame chegar nas mãos do paciente, é necessário um longo processo que começa no agendamento, principalmente no momento de passar as informações do preparo. O que faz o papel do atendimento importantíssimo para que as próximas etapas sejam bem sucedidas.

agendamento de exames, preparação de exames, RIS

Por José Gasque Junior em 29 de março de 2016

Filas inteligentes de trabalho para o radiologista

Na atualidade, para que qualquer negócio obtenha sucesso, é necessário que haja o máximo de eficiência em seus processos de trabalho, integrando toda organização e proporcionando a satisfação de seus cliente. Em um Centro de Diagnóstico por Imagem, obter o máximo de eficiência e produtividade no processo de laudo pode ser diferencial na busca por resultados.

Flow Performance, produtividade para radiologistas

Por Najara dos Anjos em 24 de março de 2016

Entrega de exames em um mundo digital: qual a melhor alternativa?

Atualmente, a entrega de exames está passando por uma mudança de cultura. No geral, os cliente buscam por comodidade nos serviços que escolhem e isso é sinônimo de ser capaz de resolver questões pela internet, pois nosso tempo é cada vez mais escasso e cada vez mais buscamos qualidade de vida.

entrega de exames on-line

Por Pixeon em 21 de março de 2016

Pelos olhos do paciente: o atendimento para quem importa

O conceito de Patient Centerd Care, ou o tratamento centrado no paciente, é famoso nos EUA e conceituado por muitos institutos e fundações. O termo foi reconhecido como um dos seis principais aspectos da qualidade em healthcare pelo Institute of Medicine (IOM), em 2011. O instituto define que Patient Centerd Care é um cuidado com respeito e sensibilidade às preferências, necessidades e valores individuais do paciente.

Por Fabiana Bernabe em 15 de março de 2016

Marketing em tempos de crise - planejamento estratégico é a chave para prosperar

A economia brasileira está com pé no freio. Depois de 2015 ter sido um ano cheio de incertezas e com a inflação fechando em 10,67%, a maior taxa desde 2002, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), as expectativas para 2016 não são muito diferentes. O mercado prevê o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor – Amplo) em alta de 6,93% e retração de quase 3% no PIB (Produto Interno Bruto). Além do dólar em alta, com estimativa de fechar o ano em R$ 4,25.

marketing na crise

Leia no seu e-mail

Acompanhe as novidades sobre nossos produtos e novas parcerias

Acompanhe também

Acompanhe as novidades sobre nossos produtos e novas parcerias