COMPARTILHE

O que é DMED e algumas dúvidas frequentes sobre o tema

Por Alice Schmitt em 25 de janeiro de 2017

shutterstock_174900641A Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (DMED) foi instituída em 2009 pela Instrução Normativa RBF n° 985 com o objetivo de facilitar a declaração de despesas médicas pelas pessoas físicas e, assim, evitar a retenção desses valores na Receita Federal. Com a DMED, fica mais fácil conferir se o valor declarado por um paciente é similar à quantia que um médico diz ter cobrado, por exemplo.

 

Abaixo você confere algumas dúvida frequentes sobre essa declaração:

 

Quem precisa fazer a DMED?


Pessoas jurídicas e prestadoras de serviços de saúde (desde que com o funcionamento autorizado pela ANS):
Prestadora de serviços médicos e de saúde;
Operadora de plano privado de assistência à saúde;
Prestadora de serviços de saúde e operadora de plano privado de assistência à saúde.

 

O que precisa ser declarado na DMED?


Todos os valores recebidos de pessoas físicas referente ao pagamento de prestação de serviços médicos particulares.
Atenção: não devem ser informados em Dmed valores recebidos de pessoas jurídicas ou do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Quando devo fazer minha DMED?


Referente ao ano de 2016, o último dia para a declaração é 30/03/2017. Você pode conferir os prazos no site da Receita Federal.

 

Como e onde declarar?

Toda a declaração e entrega de declaração, deve ser realizada utilizando um programa gerador da DMED fornecido pela Receita Federal, disponível no site da Receita. Para isso, devem ser informados:


Nome completo e número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do responsável pelo pagamento;


Nome completo e número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do beneficiário do serviço. Quando este for menor de 18 anos e não possuir CPF, informar nome completo e data de nascimento;


Valor pago, em reais.

A Pixeon disponibiliza para seus clientes o aplicativo para gerar a DMED 2017.

 

 

Você ainda tem alguma dúvida sobre esse assunto? Compartilhe com a gente nos comentários abaixo.

 

Conheça também:

 

call-to-action-4tec

COMPARTILHE

Veja também

Acompanhe as novidades sobre nossos produtos e novas parcerias

Radiologia: os benefícios do armazenamento na nuvem

O cloud computing, conhecido também como armazenamento de dados em nuvem, está presente em muitos setores da economia. Confira o infográfico e saiba mais sobre o assunto.

A importância da Internet das Coisas para impulsionar os negócios

Definir exatamente o termo Internet das Coisas (IoT – do inglês “Internet of Things”) é um tanto quanto pretensioso, devido a diversidade de cenários que possibilitam o uso dessa tecnologia.

Por que um RIS em cloud traz mais eficiência para gestão de centros de diagnóstico por imagem?

Centros de diagnóstico por imagem e setores de radiologia digitalizados já não são novidade há muito tempo. Garantir máxima eficiência é uma tarefa desafiadora. A área de radiologia já lida naturalmente com uma grande quantidade de informações. Conciliar diferentes tipos de exame, informações do paciente e cobrança de planos de saúde são só alguns dos processos pelos quais essas instituições passam.

Acompanhe a Pixeon. Leia mais artigos ›