COMPARTILHE

Tecnologia radiológica: como começar o processo de digitalização?

Por Najara dos Anjos (Pixeon) em 24 de outubro de 2017

tecnologia radiológica

A busca por soluções tecnológicas especializadas tem sido uma realidade cada vez mais comum em instituições de saúde, como clínicas e hospitais. Com a evolução da tecnologia radiológica, gestores e profissionais da área precisam estar familiarizados com o uso de dispositivos modernos para adotar métodos de diagnóstico por imagem mais eficientes nas diversas especialidades médicas.

 

Mas, como começar o processo de digitalização? Normalmente, esse acaba sendo um dos principais questionamentos levantados pelos gestores que querem adotar novas tecnologias em suas instituições. Afinal, o investimento em tecnologia radiológica vai além de apenas adquirir equipamentos de radiologia de ponta para entrar na era digital da saúde. É preciso atualizar o processo como um todo.

 

Para mais conhecimentos sobre o tema, acesse o e-book “Digitalização na radiologia: por onde começar?”.

 

Para auxiliar os gestores na escolha da tecnologia radiológica ideal e sobre como começar o processo de digitalização, seguindo as inovações do setor, elaboramos um passo a passo com dicas importantes para a adoção de ferramentas de TI na radiologia.

 

Escolha a tecnologia radiológica ideal para começar o processo de digitalização

 

O processo de digitalização é algo inevitável para uma instituição de saúde que busca por melhores resultados e escalabilidade. Porém, muitos são os desafios dos profissionais de radiologia e das instituições de saúde para atender as constantes mudanças do setor. A dificuldade é ainda maior quando a clínica ou hospital não possui nenhum tipo de equipamento digital de imagem, realidade comum em cidades menores e pequenos centros de imagem.

 

Grande parte do parque de equipamentos dessas instituições ainda é analógico. Isso acontece porque muitas vezes o gestor não identificou que os custos envolvidos para manter a estrutura atual acabaria sendo mais caro do que investir na digitalização.

 

  • Avalie os custos envolvidos no processo de realização de exame:

 

Para começar o processo de digitalização, o primeiro passo é identificar os principais custos mensais, semestrais e anuais da instituição envolvendo o processo de realização do exame. É preciso detalhar nesta análise todos os gastos, incluindo desde os custos com os químicos para revelação dos filmes até o descarte de rejeitos.

 

Ao mensurar todos os custos envolvidos, o gestor toma consciência de que o investimento para manter o parque de equipamentos analógicos supera o digital, além de ser menos eficiente. Além disso, em pouco tempo a instituição consegue obter o retorno do valor investido na adoção do processo digital.

 

 

  • Faça cotações de equipamentos de Radiografia Computadorizada (CR)

 

 

Esse tipo de tecnologia radiológica permite ao gestor começar o processo de digitalização dos exames por meio de radiografia computadorizada. Pelo fato da instituição não precisar trocar todo o parque de equipamentos, mas apenas investir em equipamentos complementares adquirindo um CR que consiste em uma processadora, computador e cassetes de aquisição da imagem, o investimento é considerado relativamente baixo.

 

Com a adoção desta tecnologia as imagens passam a ser disponibilizadas na tela do computador, tanto para a manipulação e análise do técnico quanto  para a realização do laudo. O que torna possível tratar a imagem sem ter que repetir o exame e realizar a impressão das imagens em filmes apenas quando realmente necessário. Assim, a instituição consegue diminuir o tempo de exame e aumentar o fluxo de pacientes.

 

  • Analise a possibilidade de investir em Sistemas de Radiografia Digital (DR)

 

Investir em equipamentos de radiologia de alto nível, a exemplo do Sistema de Radiografia Digital (DR), exige maior investimento da instituição de saúde. Afinal, esse tipo de tecnologia radiológica demanda a troca do equipamento. Apesar do custo elevado na implementação desse tipo de sistema, os ganhos passam a ser maiores a longo prazo, principalmente com relação ao fluxo de trabalho se a instituição possui uma demanda alta de exames de Raio X. Isso porque, a tecnologia torna a realização dos exames muito mais ágil que com CR e o processo melhorado para o paciente e para o técnico.

 

Para instituições com fluxo muito grande de pacientes, o investimento em Sistemas de Radiografia Digital  pode ser considerado uma opção viável, já que o retorno será observado em poucos meses. Outra vantagem é que esses modelos de tecnologia radiológica (CR e DR) podem ser integrada ao PACS (Picture Archiving and Communication System – Sistema de Comunicação e Arquivamento de Imagens), o que garante que os exames realizados fiquem disponíveis dentro do sistema de gestão do hospital.

 

Dessa forma, os exames realizados na clínica ou no hospital permanecem disponíveis no sistema, podendo ser acessado pelo médico ou paciente a qualquer momento. Mas, para implementar essa tecnologia, é importante que o gestor avalie a infraestrutura atual da instituição, pois será necessário investir em profissionais de TI para realizar manutenção e backup do sistema regularmente.

 

No momento em que o gestor identifica qual tecnologia radiológica atende a atual estrutura, mais facilmente ele conseguirá implementar o processo de digitalização dos serviços de imagem na sua instituição.

 

Quer saber mais sobre como iniciar o processo de digitalização na sua instituição de saúde? Leia nosso post sobre os benefícios do RIS para a área administrativa ou fale com a nossa equipe!

 

Tecnologia radiológica

COMPARTILHE

Veja também

Acompanhe as novidades sobre nossos produtos e novas parcerias

Por que é importante procurar por tecnologias confiáveis escaláveis em radiologia médica?

Radiologia médica: você está pensando nisso? Contar com tecnologias escaláveis e confiáveis é pensar em longo prazo.

Como alcançar produtividade e redução de custos em laudo de exame?

Mais produtividade e redução de custos em laudo de exame, é possível? Mostramos que sempre é possível fazer mais e com menos gastos.

Avanços tecnológicos na saúde: soluções cloud computing para radiologia

O cloud computing é um dos avanços tecnológicos na saúde quando falamos em radiologia? Explicamos mais em nosso material gratuito sobre o assunto.

Acompanhe a Pixeon. Leia mais artigos ›