COMPARTILHE

6 dicas eficientes para a administração de clínicas

Por Julie Almeida e Daniela Bichara em 7 de abril de 2017

administração de clínicasGestão é alicerce para o sucesso de qualquer tipo de negócio. Em especial, na administração de clínicas, não é diferente.  Fazer com que uma clínica venha a prosperar requer muito mais do que ser um bom gestor.

 

1 – Implante o prontuário eletrônico do paciente

 

Para implantar o PEP é preciso investir em um software que ofereça essa funcionalidade. Muitas vezes, o atendimento do paciente em uma clínica ou hospital precisa do envolvimento de várias especialidades, Cardiologia, Oftalmologia, Oncologia, Nefrologia e profissionais de Enfermagem, Fisioterapia, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Fisioterapeuta entre outros.

 

Além disso, o atendimento pode acontecer em vários locais da unidade, ou até em uma unidade diferente da instituição. Assim, para que os processos ocorram com segurança e nenhuma informação se perca de um atendimento para o outro, é importante que todos os dados estejam organizados de modo a produzir um contexto que servirá de apoio para decidir que tipo de tratamento será adotado para o paciente.

 

Hoje, com a evolução da tecnologia para as áreas da saúde, são inegáveis as vantagens do uso do Prontuário Eletrônico como um meio de comunicação entre os membros da equipe responsáveis pelo atendimento. Na ferramenta é possível anexar exames, visualizar imagens digitais e fazer prescrições, também é possível consultar dados familiares e informações de alergias. O prontuário eletrônico do paciente é adaptável para cada especialidade médica.


2 – Administre melhor a sua agenda

 

 Com um bom software de gestão é possível ter em mãos sua agenda eletrônica, permitindo consultar os dados do paciente rapidamente, conferir o status do atendimento, quais pacientes já foram atendidos, que estão em andamento ou que ainda precisam ser atendidos, tempo de consulta e melhor organização da grade de horários e médicos.


Outra vantagem é o envio de mensagens para pacientes com o objetivo de lembrar e confirmar consultas. Com essa funcionalidade é possível reduzir significativamente as ausências e atrasos.


Esqueça aquela agenda de papel! Além de não ser prática, pode gerar a maior confusão na hora que for preciso desmarcar consultas e fazer o encaixe de pacientes.

 

3 – Tenha maior controle do fluxo da fila de espera

 

Possuir controle dos processos e entender o tempo estimado para determinados atendimentos é primordial para que os profissionais da recepção possam fazer possíveis ajustes nas agendas dos médicos, resultando em uma redução na fila de espera. O CIS permite aos recepcionistas identificar as etapas mais demoradas do processo e trabalhar para torná-las mais rápidas. Além disso, com a análise dos dados obtidos, o gestor pode estipular metas para conquistar velocidade e dinamismo, por exemplo.

 

4 – Evite erros em relação a planos e convênios

 

O termo glosa se refere a procedimentos realizados por instituições de saúde privadas que não foram aceitos como válidos pelos planos de saúde e, portanto, com pagamento não efetuado. Com a utilização do CIS, o índice de perda financeira pode ser reduzido, uma vez que sistema permite, de forma prática e rápida, organizar, avaliar e conferir as faturas. Também auxilia no preenchimento correto das informações do paciente, checagem e verificação dos dados obrigatórios, para que quando a fatura for enviada ao convênio não haja qualquer irregularidade que impeça o pagamento, obtendo uma redução de glosa ou uma gestão dos itens glosados.

 

5 – Administre melhor a gestão financeira da sua clínica

 

Com um bom CIS é possível também ter maior controle sobre as despesas, a receita, os custos e o lucro da clínica. Com esse monitoramento fica mais fácil fazer um orçamento mais eficiente e encontrar possibilidades para investimentos, quais gastos podem ser cortados e ainda ter uma forma mais eficiente de cobrança, com geração de boletos, emissão de notas fiscais e controle da inadimplência.

 

6 – Capacite seus funcionários

 

Esse cuidado deve acontecer com todos os profissionais da sua clínica: médicos, enfermeiras, técnicos, profissionais da limpeza, secretárias, seguranças, manobristas e demais funcionários. Primeiro porque um bom atendimento é essencial e os seus clientes merecem uma atenção especial.


É fundamental também ensinar a todos os funcionários como operar o sistema de gestão de clínicas e demais softwares da unidade. Isso evita complicações no armazenamento das informações.

 

administração de clínicas

COMPARTILHE

Veja também

Acompanhe as novidades sobre nossos produtos e novas parcerias

Radiologia: os benefícios do armazenamento na nuvem

O cloud computing, conhecido também como armazenamento de dados em nuvem, está presente em muitos setores da economia. Confira o infográfico e saiba mais sobre o assunto.

A importância da Internet das Coisas para impulsionar os negócios

Definir exatamente o termo Internet das Coisas (IoT – do inglês “Internet of Things”) é um tanto quanto pretensioso, devido a diversidade de cenários que possibilitam o uso dessa tecnologia.

Por que um RIS em cloud traz mais eficiência para gestão de centros de diagnóstico por imagem?

Centros de diagnóstico por imagem e setores de radiologia digitalizados já não são novidade há muito tempo. Garantir máxima eficiência é uma tarefa desafiadora. A área de radiologia já lida naturalmente com uma grande quantidade de informações. Conciliar diferentes tipos de exame, informações do paciente e cobrança de planos de saúde são só alguns dos processos pelos quais essas instituições passam.

Acompanhe a Pixeon. Leia mais artigos ›